Quais os prejuízos causados pelo fumo?
O fumo causa muitos prejuízos à saúde. A Organização Mundial da Saúde (OMS) registra mais de 60 mil pesquisas publicadas que comprovam a relação direta entre o uso do cigarro e doenças graves, como câncer de pulmão (90%), enfisema pulmonar e bronquite crônica (80%), derrame cerebral (40%) e infarto do miocárdio (25%). Durante o consumo do cigarro, um fumante introduz no organismo inúmeras substâncias tóxicas, entre elas nicotina, monóxido de carbono, alcatrão, agrotóxicos e substâncias radioativas, que causam câncer. A nicotina causa dependência da mesma forma que a cocaína, a heroína e o álcool, sendo considerada uma droga. Os cientistas já sabem que o desenvolvimento de tumores malignos está relacionado com alterações no DNA, e as substâncias tóxicas do cigarro têm o poder de alterar o DNA, principalmente em crianças e jovens. É um risco enorme. De cada três casos de câncer em geral, um está relacionado ao tabagismo. Os perigos do cigarro começaram a ser descobertos somente a partir da década de 50. Em 1954, o Surgeons General, órgão dos Estados Unidos que trata da regulamentação do cigarro, publicou a primeira pesquisa relacionando o fumo ao câncer de pulmão. Era apenas o começo de uma longa batalha contra a indústria tabagista. A cada ano, 80 mil pessoas morrem no Brasil precocemente em decorrência de doenças devidas ao tabagismo (uma média de 10 pessoas por hora). As pessoas que fumam a vida toda perdem 22 anos de vida, segundo cálculos da OMS.